Quinta-feira, 30 de Novembro de 2006

QUIZS 2ª série 68

Em que filme podemos ver esta nave?

 

publicado por sá morais às 23:41
link do post | comente aqui! | ver comentários (9) | favorito
|

A Prepotência da imoralidade!

    Bem, tive de fazer uma excepção à minha promessa de andar a "navegar" ao largo do meu blog... Encontrei mais coisas sobre os chineses!... Essa gentalha pequena em tudo consegue sempre surpreender-me pelas piores razões! E não me venham com desculpas de diferenças culturais, pois para as aceitar teria de aceitar uma série de coisas que são apenas selvajaria de criaturas que, de seres humanos apenas têm a aparência.

     Se é sensível, é melhor não ver as próximas imagens. Por outro lado, talvez as deva ver na mesma...

E agora?

Vai continuar a comprar alegremente produtos chineses, Coreanos, Tailandeses?

 

publicado por sá morais às 13:07
link do post | comente aqui! | ver comentários (30) | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Novembro de 2006

QUIZS 2ª série 67

Qual o nome deste navio?

tags:
publicado por sá morais às 17:40
link do post | comente aqui! | ver comentários (8) | favorito
|

Falta de tempo!

Amigos, nos próximos dias vou andar com pouco tempo para blogar, por isso não se admirem se não aparecer pelas vossas caixas de comentários, mesmo que dê uma saltadas rápidas aos vossos blogs para ler o que por lá escrevem. Também não devo colocar muitos posts, apesar de os QUIZs continuarem a sair, pois já estão feitos e programados. Ficam assim assegurados os "serviços minímos" e ajuda nos QUIZS. Tentarei também ir aos viciantes QUIDs do RUI, mas talvez falhe alguns, como já aconteceu hoje...

 Daqui a 2 ou 3 dias as coisas voltam ao normal!

Fiquem bem!

tags:
publicado por sá morais às 01:17
link do post | comente aqui! | ver comentários (4) | favorito
|

QUIZS 2ª série 66

Qual o nome deste homem?

publicado por sá morais às 00:06
link do post | comente aqui! | ver comentários (11) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Novembro de 2006

Natal = Livros

Este Natal, se gosta de oferecer prendas, ofereça livros!

E, porque não, levar consigo Goor - A Crónica de Feaglar, para oferecer à família e aos amigos?

Produto Nacional

Locais onde está à venda: Aqui!

E também disponível Online: LivrosNet

                                                     Bertrand

                                                     FNAC

publicado por sá morais às 15:22
link do post | comente aqui! | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Novembro de 2006

QUIZS 2ª série 65

Quem pintou este quadro?

tags: ,
publicado por sá morais às 18:35
link do post | comente aqui! | ver comentários (8) | favorito
|

Natal

Pois, é! Está a chegar o Natal, mesmo faltando ainda um mês. Basta ligar a televisão ou ir à caixa de correio para sabermos logo a quadra que se avizinha. È o apogeu do consumismo e materialismo que tanto caracteriza a nossa sociedade. Não me entendam mal, eu também gosto de receber prendas, confesso! Mas tudo o que é exagero mete-me impressão... E exagero é coisa que, infelizmente, abunda por cá... Mas até gosto do Natal, quando consigo superar uma certa insatisfação que surge por esta altura. Aliás, acho que sejamos nós cristãos ou não, esta época tem sempre algo de especial, nem que seja pela alegria dos miúdos, aquele sorriso sincero, aquele "Feliz Natal" que escutamos em todo o lado... Parece existir, apesar de tudo, aquela pequena centelha de fraternidade... É pouco, é verdade! E não devia ser apenas numa determinada altura do ano. Mas é o que temos e, afinal, depende de cada um de nós... Por mim, vou continuar a apreciar iluminações, a fazer o pinheiro ( artificial, claro! ) e a usar a imaginação para um presépio bastante... invulgar... É verdade que procuro brinquedos e só encontro produtos made in China, é verdade que os hipermercados parecem o fim do mundo, que o dinheiro parece sumir, etc,etc... Mas isso é coisa minha ( ou nossa para quem partilhe tais ideias e circunstâncias ) e é bastante relativa. E vou-me esforçando por crer que a Criança nas palhinhas foi alguém que se preocupou em haver um mundo mais justo, mesmo sabendo que muitos usaram as suas palavras para fazerem o mal, que o seu nascimento se tornou golpe comercial e que, a ser verdade o que se diz, acabaram por persegui-lo e matá-lo, como acontece a todos os que vão contra os poderes estabelecidos... Mas pronto, Ele não terá culpa de haverem sempre parvalhões e vendilhões e à sua custa lá reflectimos um pouco mais na nossa vida, no nosso mundo e nos seus problemas... Seja assim o Natal, simples e bom como um sorriso...

E debitem para aí as vossas ideias:

 

 

tags:
publicado por sá morais às 13:17
link do post | comente aqui! | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 26 de Novembro de 2006

Agarrem-se aos vossos chapéus! Está de volta!

Esta parece um embate frontal! A ver se há menos estragos! Aqui o Ideias já está em alerta 4 ( possibilidade baixa de ficar sem net nas próximas horas. Alta possibilidade de ficar em casa! ) 

 

publicado por sá morais às 14:49
link do post | comente aqui! | ver comentários (8) | favorito
|

P(SS)G

Primeiro espancaram um Senegalês, alguns jornalistas e até mesmo jogadores. Agora as hordas de energúmenos voltaram à carga. No jogo PSG - Hapoel Telavive a selvajaria dos adeptos franceses voltou a emergir e resultou mesmo na morte de um dos imbecis, baleado por um polícia. O agente terá disparado quando tentava proteger um adepto israelita que era alvo de ameaças por um grupo cerca de 150 indivíduos. Testemunhas oculares dizem que os membros do grupo entoavam gritos nacionalistas, como «A França para os franceses». 

Isto só dá razão a uma teoria que sempre tive... Ainda há por ali muita gente com saudades dos anos entre 1942 e 1944...

publicado por sá morais às 14:14
link do post | comente aqui! | ver comentários (4) | favorito
|

QUIZS 2ª série 64

Qual a marca deste carro?

publicado por sá morais às 01:29
link do post | comente aqui! | ver comentários (12) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Novembro de 2006

Dias Perdidos...

  Todos os dias ouço comentários maravilhados sobre os avanços tecnológicos deste admirável mundo novo. Ele são telemóveis que permitem fazer quase tudo, robots nas linha de montagem das fábricas, GPS's que no dizem o caminho certo a seguir... Ao escutar estas coisas, sorrio e abano afirmativamente a cabeça, mas... Mas, a verdade é que eu sou um desencantado. Cresci a esperar mais! Cresci a imaginar muito mais! Sonhava com um mundo diferente e, certamente, muito menos... "convencional". Os telemóveis são uteis e pouco mais, os robots, não passam ainda de braços mecânicos e dificilmente irei querer ter um GPS a dizer-me qual o meu caminho... Que raio! Eu sonhava com tecnologia assombrosa, mas também com novas "portas", novos trilhos a explorar! Sim, aventura! Um mundo de aventureiros, de pessoas com novas ideias, de dias em que o mundo pulasse e saltasse para a frente, um mundo uno e solidário. Mas o Homem... O Homem continua a ser um "mata-sonhos"! Terrível  homicida desses sonhos e de si próprio...

http://www.youtube.com/watch?v=XOTaRJGPniQ

   E assim, desencantado, vejo o sonho sumir-se em realidades como esta... Sigo em silêncio, mas ainda não cedi ao desespero mudo, à falta de esperança. E mesmo que o mundo me considere ridiculo, nesta minha existência medíocre, nunca ficarei sem lhe dar um réplica. Seja por medo de tombar face à insatisfação, seja pelos sonhos antigos, estarei sempre em "rebelião contra este molde prosaico", esta verdade... E continuo a procurar nas mentiras "maioritárias" o vislumbre de algo diferente, por muito louco que possa ser. Que se lixe! O futuro continua em aberto...

publicado por sá morais às 10:35
link do post | comente aqui! | ver comentários (6) | favorito
|

QUIZS 2ª série 63

Qual o nome desta moça?

publicado por sá morais às 01:26
link do post | comente aqui! | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Novembro de 2006

Extinção

  

Durante uma pausa na sua viagem, justificada por diversas razões, Haghen deu por si numa enorme exposição, enquanto percorria as labirínticas ruas de Melnit. Era um daqueles eventos calendarizados onde supostamente convergiam as maravilhas tecnológicas vindas de todos os mundos que polvilhavam o universo conhecido. No fundo, cada pavilhão era uma gigantesca montra, onde as várias companhias se exibiam e alardeavam a sua superioridade tecnológica, no intuito de conquistar os consumidores locais, em especial os governos ou os cidadãos mais abastados. Haghen lamentou aquele azar do destino e esgueirou-se entre a multidão, tentando passar despercebido. No entanto, ao passar junto de um dos últimos pavilhões, um eridano agarrou-lhe o braço e deteve-o.

  - Suponho que lhe interesse ver um milagre da engenharia genética! - bradou de modo quase histérico o eridano , esboçando um sorriso na sua larga boca. - Venha, amigo! Visite o pavilhão da Sakamori Tecnologies ! Somos os maiores...

   - Não! Não tenho tempo! - retorquiu Haghen, sacudindo-o.

  Haghen compôs o seu capuz e fez-se novamente ao caminho. Porém, logo que deu alguns passos, reparou num grupo que vinha na sua direcção. Eram policias da Igreja Suprema e pareciam procurar alguém. Reagindo de imediato, Haghen voltou atrás e fez sinal ao eridano de que tinha mudado de ideias.

- Venha! Venha! - exclamava o animado ser, enquanto o conduzia por um corredor. - Garanto-lhe que nunca viu nada assim.

   Nesse instante, uma luz mais forte revelou o oculto rosto de Haghen .

-Ah! É humano! E não foi renascido! - bradou o animado eridano. - Uma visão rara nos tempos que correm! Como esta empresa também foi fundada na velha Terra, nem lhe vou cobrar entrada! O que tenho para lhe mostrar é fantástico! Um milagre da ciência! Graças ao Supremo Espírito da Igreja Suprema, claro...

   Haghen tirou o capuz e soltou um suspiro nasalado.

- Claro... Eu sou humano mas apenas nasci na Terra... Sou drakoniano. Fui...

   O vendedor nem o escutou, continuando a debitar elogios à empresa que representava. A certa altura, detiveram-se na entrada de uma enorme e escura sala. Aos poucos, as luzes e os painéis holográficos foram-se acendendo numa sequência pré-determinada. Começaram então a surgir velhas imagens de quando a Terra fervilhava de vida e o Homem a habitava sem restrições. Imagens de antes do Colapso... Nesse momento, um som estranho e profundo chamou a atenção de Haghen para o fundo da sala. O eridano sorriu novamente e fez-lhe sinal para se aproximar daquilo que parecia ser uma cela. Havia algo vivo no seu interior, um enorme animal que Haghen reconheceu de velhos livros que lera.

- É um felino da Terra... Um tigre... - murmurou.

   O outro bateu palmas de contente e depois abriu os seus compridos braços na direcção do tecto.

- Graças ao Supremo Espírito, a Sakamori encontrou algum ADN impoluto e conseguiu trazer de novo à vida esta primitiva besta da Terra! Não é maravilhoso! Apenas conseguimos clonar este exemplar, mas em breve, a partir deste, serão criados novos espécimes alterados, de acordo com a vontade dos clientes! Já imaginou as possibilidades? As leis da Igreja Suprema não incluem a clonagem ou ressuscitação de seres irracionais! Este é um animal feroz! Muitos militares irão pagar fortunas para terem versões alteradas deste animal nas suas fileiras e os ricos directores terão uma versão de estimação à qual retiraremos a ferocidade, usando inibidores idênticos aos usado nos "sem-alma"! As possibilidades são imensas!

  Haghen manteve os olhos no animal, que caminhava nervosamente, descrevendo círculos dentro da sua prisão e reparou que a empresa tinha gravado o seu logótipo no dorso do animal.

- O único problema é que este estúpido animal tem-se recusado a comer!... - resmungou em jeito de confissão. - O ingrato! Talvez tenhamos de encurtar esta digressão e levá-lo para o laboratório em Secmiat antes do que estava previsto... Ainda temos de o estudar melhor e ele é o único ADN que agora temos... Nós...

  Haghen não ouviu mais nada. O seu olhar cruzou-se com o do animal e ele viu-se reflectido naqueles enormes olhos, onde não restava qualquer sombra de grandeza ou vitalidade. Olhos ausentes, suplicantes... Reflexos solitários de um mundo que nada nem ninguém traria de volta. Reflexos de um olhar condenado...

 Virando-se energicamente, Haghen foi-se embora e abandonou o pavilhão, sem ligar aos apelos do eridano .

  Nessa noite, alguém iludiu os andróides e todos os outros sistemas de segurança e penetrou na zona dos pavilhões... Primeiro houve um silvo quase inaudível, depois um profundo suspiro final que ecoou por toda aquela zona. Passados apenas alguns minutos, o pavilhão da Sakamori era totalmente destruído por uma violenta explosão. Tudo no seu interior havia sido incinerado por uma granada de cascata...

  No dia seguinte, um homem seguia por uma longa avenida de Melnit. Uma mulher de traços asiáticos aproximou-se e colocou-se a seu lado. Com um gesto habitual e inconsciente, ela cobriu com o seu ilegalmente longo cabelo os números de série no seu pescoço que a identificavam como uma ressuscitada, uma "sem-alma" aos olhos das autoridades religiosas. 

 - Nas notícias dizem que houve um ataque terrorista ao pavilhão da Sakamori... Sabes alguma coisa sobre o que se passou? - perguntou-lhe ela.

 - Lin... Digamos que fiz um favor a um velho amigo... Por vezes, não existir, pode não ser assim tão mau... Especialmente se formos apenas uma memória de algo que já não existe. Espero que haja alguém que também tenha misericórdia de mim, quando esse momento chegar e eu for apenas isso... uma memória, uma curiosidade pronta a ser devassada. Estes são os últimos dias de um mundo moribundo...

 Em resposta ela agarrou-lhe a mão com firmeza e ficou momentâneamente em silêncio, enquanto iam caminhando lado a lado.  

tags:
publicado por sá morais às 18:56
link do post | comente aqui! | ver comentários (6) | favorito
|

Diário Regional de Viseu

  • Dia: 25 de Setembro de 2006 
  •  História real
  • Lugar: recepção do Diário Regional de Viseu
  • Assunto: Falar com o director do jornal ( Adriano Calle Lucas ) sobre uma carta que lhe tinha endereçado á cerca de 15 dias e para a qual ainda não tinha tido qualquer resposta.

Eu: Boa tarde!

Jovem Recepcionista: Boa tarde!

Eu: Olhe, eu desejava falar com o Sr. Adriano Callé Lucas.

JR: ( alguns momentos de silêncio ) Quem é esse senhor?... Trabalha aqui?

Eu: ( sem saber se devia rir ou chorar ) Bem... É... o vosso director!

JR: Uh... Ah! Pois é...

Eu: Ele está?

JR: Ele vem cá poucas vezes, quase nunca...

Eu: Tem um contacto dele?

A moça pega num dos jornais que tinha junto a si e começa a procurar algo... ( O contacto?!?!) Após algum tempo desiste.

JR: Não... Mas qual é o assunto?

Eu: Eu escrevi uma carta ao Sr. Adriano e desejava falar com ele.

JR: ( atrapalhada ) Ah!... É melhor deixar o seu contacto. A sua carta deve estar por aí... Quando a virmos entramos em contacto consigo...

 Bem, eu saí e apontei logo o diálogo! Isto era incrível e merecia ser guardado para mais tarde recordar. Até hoje espero pela chamada e até já escrevi uma segunda carta, que também deve " andar por aí!... Nem o jornal da escola... 

* perceberam a imagem?

tags:
publicado por sá morais às 14:23
link do post | comente aqui! | ver comentários (11) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Novembro de 2006

Sem palavras...

Rings any bells, my friends? ;)

tags:
publicado por sá morais às 22:23
link do post | comente aqui! | ver comentários (7) | favorito
|

Rapidinhas

 O grupo americano de alumínio Alcoa informou hoje que vai proceder à reestruturação de suas actividades, com a qual espera reduzir seu quadro de funcionários em 6700 pessoas em vários países. Em causa poderá ficar a fábrica da empresa em Portugal, localizada no Seixal. È só boas notícias! De facto, não temos nada que nos preocupar com o desemprego...

 O ex-presidente da República Jorge Sampaio apontou as deficiências na educação e a falta de justiça social como os principais obstáculos à afirmação de Portugal num mundo cada vez mais globalizado. Sampaio?! Não conheço este senhor... Mas pode ser que ele um dia ocupe uma posição de poder e possa alterar estas situações...

 Ladrões argentinos conseguem assaltar filha de Bush. Nem um dos melhores serviços secretos do mundo conseguiu evitar que uma das filhas de George W Bush fosse assaltada enquanto jantava num restaurante em Buenos Aires. Epá! Eu por acaso estou metido no ramo da segurança! Será que o Secret Service não quer contratar pessoal? Eu e outros colegas meus tinhamos logo uma grande vantagem no CV...  É que não somos americanos!  Ehehe!

 Na Polónia continuam soterrados 15 mineiros depois do acidente de ontem numa mina de carvão, no sul do país. Esta manhã, as operações de resgate foram suspensas devido ao medo de uma segunda explosão. Os mineiros são sempre uns sacrificados... Só posso desejar que tudo acabe bem.

  A amiga Pandora tem um blog muito engraçado com peças feitas por si - Inventos de Pandora. Quem sabe não encontra ali uma prenda de Natal feita com muito carinho!?

 A nossa incansável Sofia Gonçalves tem um novo blog - Petições Mancholas - Vá até lá, assine as petições e ajuda aquelas importantes causas!

publicado por sá morais às 13:21
link do post | comente aqui! | ver comentários (7) | favorito
|

QUIZS 2ª série 62

Quem pintou este quadro?

tags: ,
publicado por sá morais às 10:21
link do post | comente aqui! | ver comentários (9) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006

QUIZS 2ª série 62

Qual o nome deste carro?

tags:
publicado por sá morais às 23:45
link do post | comente aqui! | ver comentários (13) | favorito
|

O Círculo

       De várias proveniências, cores, tamanhos, parecendo todos diferente, os gatos foram aparecendo para jantar e para se reunirem e formarem um círculo que finalmente se materializava fisicamente, após anónimas trocas de miados em distantes quintais... E, nessa altura, pouco interessou aquilo que os diferenciava, tal como nunca lhes tinha interessado, quando apenas se contactavam à distância.  E haviam gatos e gatas, gatos grandes, outros mais pequenos, mais gordos, mais magros, de uma só cor, listados, malhados... Enfim... Uma grande gataria...

      No fundo eram todos habitantes daqueles quintais, todos eles diferentes e singulares na sua maneira de ser. É verdade que partilhavam entre si muita coisa, muitas ideias, mas também não escondiam as suas diferenças e talvez tenha sido essa singularidade que os tivesse aproximado em primeiro lugar. Aqueles não eram gatos de pilhas, capazes apenas de uma ou duas acções programadas e de emitir apenas uma limitada gama de sons programados. Aqueles eram gatos que gostavam de pensar pelas suas cabeças, com personalidades bem vincadas e isso fascinou e fascina o gato viseense que vos narra esta história.

  E os gatos e gatas lá se juntaram, ficando apenas a impressão que o tempo foi muito pouco, pois cada um daqueles gatos e gatas merecia muitas horas de miados. Aqueles eram bicharocos fascinantes. Daqueles que eu penso haverem poucos, daqueles que eu gostava de saber que haviam mais. Bastava ouvi-los falar para nos apetecer pedir-lhes que ficassem ali a miar durante horas a fio... Mas o tempo e os condicionalismos da vida também condicionam esta gataria... E o momento durou pouco! E esta mesa redonda ( conclusão a que eu e outros gatos chegámos depois ) teria dado muito jeito nesse jantar para que todos pudessemos escutar aquilo que cada um ia miando. Mas foram horas maravilhosas, em que, por vezes, me perdi apenas na pura contemplação daqueles amigos que tomavam forma. Horas que ficaram arquivadas num cantinho especial de mim. Agora aguardo a próxima vez que os muros dos quintais sejam transpostos e voltem a surgir aqueles rostos que tanto prezo...

   Uma palavra especial para uma gata de Alcochete que nos cedeu o seu quintal. Nós ( mio por nós e pela gataria do Porto ) ficámos fascinados! A nossa amável e carinhosa anfitriã, que gosta de se esticar ao sol e sentir a areia daquele lugar fantástico que escolheu para viver, mostrou ser não só bonita de nome, mas também no seu interior. Ela e a sua família são pessoas maravilhosas e fascinantes. Até custa a crer que existam! Eu e a Anabela jamais os esquecermos!

  Até á próxima, amigos!

publicado por sá morais às 12:01
link do post | comente aqui! | ver comentários (9) | favorito
|

IdeiasFixas

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


conversa recente

Retratos ( reais ) de Vis...

A "outra" verdade sobre V...

Viseu: qualidade de vida ...

Viseu: Qualidade de Vida ...

A verem-se gregos, não pa...

OPORTUNIDADE!

Goor - A Crónica de Feagl...

Goor - A Crónica de Feagl...

Natal 2011 - Regresso dos...

Regresso dos Deuses - Reb...

Ficheiros

Dezembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Janeiro 2013

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

Amigos e Conhecidos

eXTReMe Tracker
We talk about everything! Visit us! Falamos de tudo um pouco! Visite-nos
Blog directory
Blog Directory & Search engine
Estou no Blog.com.pt
Blogalaxia

adopt your own virtual pet!

subscrever feeds