Domingo, 18 de Janeiro de 2009

PORTUGAL: SACRÍFICIOS RITUAIS SÃO INVESTIGADOS


 

A situação é conhecida da associação Animal e do gabinete veterinário municipal: animais são sacrificados em rituais macabros.

O caso foi denunciado à PJ, que o remeteu ao MP, que arquivou agora o processo. Uma antropóloga diz que há práticas religiosas que podem ser confundidas com bruxaria.

O Ministério Público de Sintra decidiu arquivar um inquérito sobre o sacrifício de animais na serra de Sintra porque não conseguiu identificar os responsáveis, mas admite reabri-lo "se surgirem novos elementos de prova".

A denúncia partiu de Jorge Nascimento, um lisboeta que costuma passear aos fins-de-semana junto à lagoa Azul. "Costumo vir com a família e comecei a encontrar animais mortos e moribundos, cães, gatos, cabras e até sapos pregados nas árvores", conta.

"Fiz a denúncia à Polícia Judiciária [PJ] há quase um ano, mas isto está cada vez pior", assegura. Além dos animais, diz que é frequente encontrar muitas velas, comida e garrafas de bebidas alcoólicas. "É desolador e há também o risco de incêndio", avisa.

De acordo com o processo, a que o DN teve agora acesso, a PJ remeteu o caso à Comarca de Sintra por considerar "que a investigação não cabe nas suas competências".

A procuradora-adjunta classificou os factos de "crime ambiental" e delegou as diligências na GNR de Sintra. Após cinco meses de investigações, o Serviço de Proteção da Natureza (SEPNA) devolveu os autos de inquérito sem ter conseguido apurar responsabilidades.

No final de Setembro, a procuradora Susana Nunes arquivou o processo e enviou cópia da denúncia à Câmara de Sintra, "para os fins tidos por convenientes", sem informar que o processo fora arquivado.

A notícia do arquivamento apanhou de surpresa o Gabinete Médico-Veterinário Municipal, que continua a acompanhar o assunto com preocupação.

"Quase todos os sábados vamos buscar sacos de animais mortos à lagoa Azul", revela Alexandra Pereira. As autoridades sabem que os animais são mortos sobretudo em cultos religiosos e acreditam que tenham origem ilegal.

Entre os vestígios recolhidos já apareceram corações. "Um deles teve de ir para análise porque parecia de humano, mas apurou-se que era de porco", conta a veterinária, para quem está em causa não só o bem-estar animal mas também a saúde pública.

Além disso, diz, a liberdade religiosa não pode servir de desculpa, porque a lei proíbe "todas as violências contra animais de companhia, nomeadamente todos os atos que, sem necessidade, inflijam a morte, o sofrimento ou lesões" e a violação desta disposição é considerada "uma contra-ordenação punível com uma coima entre 500 e 3740 euros".

Para Jorge Nascimento, "a lagoa Azul é a capital da bruxaria e chegam a vir pessoas do estrangeiro para fazer 'tratamentos'".

Numa das macumbas detectadas pelo DN já em Novembro, era visível uma cabeça de cabra e pedaços de um galo envoltos em farinhas e frutas. Ali perto, o chão estava coberto de velas junto a panos pretos e vermelhos, garrafas de cachaça e whisky, roupa e charutos.

Estes casos são conhecidos pela associação Animal, que admite existir "uma atividade frequente de cultos diversos que incluem o abate ritual de animais em Sintra, na Arrábida e noutras zonas".

Mas segundo Miguel Moutinho, "as denúncias reportam-se sempre aos vestígios mas nunca permitem identificar os autores".


Fonte: Diário de Notícias ( via ARQUIVOS DO INSÒLITO )

De facto, a estupidez humana não tem limites... Esses desgraçados que fazem os tais "sacríficios" mereciam era uma boa carga de pancada no lombo, ao jeito de exorcismo, que os deixasse uma boa temporada no hospital...

publicado por sá morais às 18:51
link do post | comente aqui! | favorito
|
7 comentários:
De Pandora a 18 de Janeiro de 2009 às 19:33
Não identificam os autores porque não querem.
Esses rituais são feitos á noite ao abrigo da escuridão, mas quem quiser basta lá ir e ficar á espera...ou não???? Se calhar não convem....É triste que a "minha" Sintra seja palco destas coisas, mas também com a escumalha que nestes ultimos anos foi para lá viver , (e estragar) não admira.
Desculpa o desabafo.
Beijos e uma boa semana


De sá morais a 20 de Janeiro de 2009 às 10:34
Desabafa à vontade! Eu também fico a ferver por dentro quando leio estas coisas... E fico logo a pensar em aplicar exorcismos de porrada em gente que só deve ter aparência disso. Que se auto-mutilem e deixem os animais em paz!


De joaquina a 3 de Agosto de 2011 às 20:36
Subscrevo totalmente.


De tb a 22 de Janeiro de 2009 às 18:08
Caso para dizer que a estupidez deveria pagar imposto e teríamos um país riquíssimo.
sem comentários que até me faltam as palavras. isto em pleno século XXI!!!!!
beijinho


De RR a 11 de Março de 2011 às 15:28
Li hoje esta notícia postada no vosso site, e compete-me informar-vos que a imagem não mostra vestígios de um ritual satânico mas sim do Candomblé ou do Umbanda, rituais afro-brasileiros muito comuns em Portugal e que muitas vezes inclui sacrifício de animais (galinhas principalmente), fruta, flores, álcool (normalmente cachaça ou rum), e tabaco (charutos ou cogarros). Costumam ser usadas nestes rituais velas pretas e vermelhas, ou também brancas com copo em plástico, mas dependendo da finalidade do ritual assim depende a cor das velas.
Peço que futuramente se informem junto de alguém que perceba de religião antes de partirem para a acusação de grupos religiosos que nada tiveram a ver com a situação, sinceramente ainda só encontrei um vestígio satânico em toda a serra e mesmo esse datava de 1996/98, não era mais recente que isso, todos os outros que encontrei reportavam-se a práticas de ritos afro-brasileiros.
Recomendo que contactem com o director do Curso de Ciência das Religiões da Universidade Lusófona, este é o único curso que não está relacionado com nenhuma religião em particular e poderá ajuda-los a compreender melhor o que encontram na serra.


De Apollo a 1 de Agosto de 2011 às 23:43
Um dia destes vou fazer uma espera de caçadeira.


De Anónimo a 4 de Agosto de 2011 às 13:53
Já vi várias vezes vestígios dos rituais, como os pratos com comida e as velas, em geral pretas. Até que dão jeito pois apanho-as derreto-as e faço novas.
Até já levei pratos limpos para servirem de comedouro para animais, pois são sempre novos e fica mais barato que no chinês ;)
Quanto a animais só vi galinhas...


Comentar post

IdeiasFixas

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


conversa recente

Retratos ( reais ) de Vis...

A "outra" verdade sobre V...

Viseu: qualidade de vida ...

Viseu: Qualidade de Vida ...

A verem-se gregos, não pa...

OPORTUNIDADE!

Goor - A Crónica de Feagl...

Goor - A Crónica de Feagl...

Natal 2011 - Regresso dos...

Regresso dos Deuses - Reb...

Ficheiros

Dezembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Janeiro 2013

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

Amigos e Conhecidos

eXTReMe Tracker
We talk about everything! Visit us! Falamos de tudo um pouco! Visite-nos
Blog directory
Blog Directory & Search engine
Estou no Blog.com.pt
Blogalaxia

adopt your own virtual pet!

subscrever feeds