Domingo, 25 de Janeiro de 2009

A Nasa edita fotos antes de divulgar?

A agência aeroespacial Norte Americana altera as fotografias do chamado Planeta Vermelho?

Sem poder dizer o porque, vou me limitar apenas a apresentar as evidências que norteiam esta desconfiança de muita gente - alguns inclusive envolvidos em pesquisas espaciais.


Aqui está uma foto em que vemos parte de um equipamento da sonda SPIRIT. Como podemos observar, a sonda spirit possui uma coisa parecida com um joystic acoplado nela onde podemos ver claramente algumas cores. A principal delas é o azul. Porém, quando vemos as fotos obtidas em Marte com a sonda Spirit e divulgadas pela NASA, onde está o tom azul?

Confira na imagem original, direto no site da NASA.

Foi a partir desta fotografia que as suspeitas de que a NASA estava alterando as fotografias de Marte para aparecer mais inóspito do que na verdade seria, surgiram.

As hipóteses sugerem que por alguma razão desconhecida, a NASA altera as imagens mudando os tons de azul para vermelho. Observe o céu. Ele é vermelho. Se atribuirmos uma taxa de correção de cor em que o azul vira vermelho, em tese seria possível fazer a operação inversa e mostrar como seria -de fato - uma foto tirada em Marte sem a tal adulteração. A adulteração seria -não sei se a única, mas talvez uma boa justificativa para que o quadrante verde no “joystick” se transforme em laranja. Isso porque o verde é uma combinação de azul e amarelo. Se mudar o componente cromático azul na imagem em vermelho, mais o tom amarelo teremos um tom laranja, o que supostamente aconteceu nesta imagem. Se isto for real, então todos os elementos verdes na imagem foram convertidos em laranja, e tudo que é azul foi mudado para vermelho.

A coisa começou a ficar mais e mais escabrosa quando algumas fotos apareceram em eventos patrocinados pela própria NASA e que mostravam imagens de Marte em tons levemente diferentes dos que estamos habituados a ver. (alguém teria dado mole e pegou imagens que não haviam ainda passado pela edição?) Observe o fundo desta apresentação da NASA feita pela Associated Press:


Estranho aquele céu azul ali, não?
Curiosamente, uma foto similar foi posteriormente disponibilizada pela NASA. Note a diferença:


Não é a mesma imagem, isso é óbvio, mas veja aquela montanha no horizonte. Dá para ver que a sonda estava a seguir uma trajectória na mesma direção quando obteve as imagens e portanto, elas fazem parte de um mesmo pacote de imagens, tiradas com pouco tempo de diferença. Devido às condições de sombra nas pedras, podemos ver que não passou mais do que alguns minutos entre a imagem projetcada no tela do evento e a imagem divulgada pela Agência Aeroespacial Norte Americana. Se isso estiver certo, este argumento demolirá todas as alegações de que a diferença cromática entre ambas é produto de um pôr-do-sol.

Estamos frente a frente com uma grande coincidência? Teria a imagem mostrada no tela sido descaracterizada por um projector descalibrado?

Outro factor bem curioso quando falamos sobre a NASA e seus editores de imagem diz respeito ao grau de desfocagem que aparece nas imagens deles. Um especialista em imagens e entusiasta de astronomia Keith Laney usou uma série de dados RAW fornecidos pela sonda para reproduzir em seu próprio estúdio as imagens enviadas pela sonda. Curiosamente, as imagens obtidas por Laney são incrívelmente mais detalhadas do que as divulgadas pela NASA.

Veja a imagem da NASA


Veja a imagem de Laney


Como explicar que um individuo, civil, não ligado à organização consiga obter imagens de melhor qualidade que as do site oficial da NASA?

As hipóteses parecem apontar para uma tentativa de supressão de informações. Mas se isso for verdade, do que é que a NASA tem medo? Por que investir milhões de dólares em robôs e equipamentos ópticos sofisticados para alterar as cores e deixar as imagens menos nítidas?
 


Fonte
http://deldebbio.wordpress.com/2008/12/22/ ( via arquivo confidencial )

publicado por sá morais às 13:50
link do post | comente aqui! | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

Vaticano admite que pode haver vida fora da Terra

 
O director do observatório astronómico do Vaticano, padre José Gabriel Funes, afirmou que Deus pode ter criado seres inteligentes em outros planetas do mesmo jeito como criou o universo e os homens.
 

"Como existem diversas criaturas na Terra, poderiam existir também outros seres inteligentes, criados por Deus", disse o director do observatório conhecido como Specola Vaticana.

 

"Isso não contradiz nossa fé porque não podemos colocar limites à liberdade criadora de Deus", acrescentou Funes, em entrevista ao jornal L'Osservatore Romano, órgão oficial de imprensa da Santa Sé.

 

Na entrevista ao jornal do papa, o padre Funes, jesuíta argentino de 45 anos de idade, cita São Francisco ao dizer que possíveis habitantes de outros planetas devem ser considerados como nossos irmãos.

 

"Para citar São Francisco, se consideramos as criaturas terrestres como 'irmão' e 'irmã', por que não poderemos falar também de um 'irmão extraterrestre'?", pergunta o padre. "Ele também faria parte da criação."

 

Perspectiva

 

Na opinião do astrónomo do Vaticano, podem haver seres semelhantes a nós ou até mais evoluídos em outros planetas, ainda que não haja provas da existência deles.

 

"É possível que existam. O universo é formado por 100 bilhões de galáxias, cada uma composta de 100 bilhões de estrelas, muitas delas ou quase todas poderiam ter planetas", afirmou Funes.

 

"Como podemos excluir que a vida tenha se desenvolvido também em outro lugar?", acrescentou. "Há um ramo da astronomia, a astrobiologia, que estuda justamente este aspecto e fez muitos progressos nos últimos anos."

 

Segundo o cientista, estudar o universo não afasta, mas aproxima de Deus porque abre o coração e a mente e ajuda a colocar a vida das pessoas na "perspectiva certa".

 

Padre Funes diz ainda que teorias como a do Big Bang e a do evolucionismo de Darwin, que explicam o nascimento do universo e da vida na Terra sem fazer relação com a existência de Deus, não se chocam com a visão da Igreja.

 

"Como astrónomo, eu continuo a acreditar que Deus seja o criador do universo e que nós não somos o produto do acaso, mas filhos de um pai bom", afirma.

 

"Observando as estrelas, emerge claramente um processo evolutivo, e este é um dado cientifico, mas não vejo nisso uma contradição com a fé em Deus."

 

Ateísmo

 

Na visão do religioso, estudar astronomia não leva necessariamente ao ateísmo.

 

"É uma lenda achar que a astronomia favoreça uma visão ateia do mundo", disse o padre. "Nosso trabalho demonstra que é possível fazer ciência seriamente e acreditar em Deus. A Igreja deixou sua marca na história da astronomia."

 
 

Director da Specola Vaticana desde 2006, padre Funes lembrou na entrevista que astrónomos do Vaticano fizeram importantes descobertas como o "raio verde", o rebaixamento de Plutão e trabalhos em parceria com a Nasa, por meio do centro astronómico do Vaticano em Tucson, nos Estados Unidos.

 

A sede do observatório do Vaticano se localiza em Castelgandolfo, cidade próxima de Roma, onde fica situado o palácio de verão do papa, desde 1935.

 

O interesse dos pontífices pela astronomia surgiu com o papa Gregório 13, que promoveu a reforma do calendário em 1582, dividindo o ano em 365 dias e 12 meses e introduzindo os anos bissextos.

Fonte: BBC
 in Arquivos do Insólito

 

 

publicado por sá morais às 11:16
link do post | comente aqui! | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

NASA Swipes Idea from Space:1999

Space:1999 - Eagle

Now I'll grant you that the main function of Moonbase Alpha was to look after the nuclear waste generated on Earth, but this new NASA concept of having a nuclear power station on the moon does remind one a great deal of Space:1999:

NASA Eyes Nuclear Power for Moon Base

"Nuclear power could make a comeback beyond Earth if NASA goes forward with a proposed a fission reactor in its future moon base. A fission-powered system could generate up to 40 kilowatts and give any lunar outpost enough power to supply eight houses on Earth. More importantly, astronauts will require a reliable and steady energy source on the moon and Mars."

 

 

publicado por sá morais às 18:24
link do post | comente aqui! | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Hacker invade NASA e encontra arquivos secretos

Um hacker britânico, Gary Mckinnon, violou os computadores da NASA e afirma ter encontrado provas sobre os UFOS e existência alienígena. A notícia foi publicada no jornal Stampa de Torino em 8 maio de 2006

"Possuem a chave da energia inexorável e muitas fotos de astronaves", declarou Mckinnon, que pode pegar 60 anos de prisão. Acusado pelos EUA de ter causado danos de 700 mil dólares, e de ter passado dois anos procurando provas da existência UFO e tecnologia alienígena. E de ter encontrado as tais provas, alegou o jornal.

"Nos arquivos existem muitas fotografias de astronaves alienígenas. Outras foram excluídas para esconder a verdade", contou Mckinnon que hoje, na véspera de sua audiência, volta a falar com o programa "CLICK" da BBC para explicar como fez e o que encontrou nos computadores da NASA.

 

 



Fonte
http://painelovni.zip.net

 

IN

Arquivo do Insólito

publicado por sá morais às 10:04
link do post | comente aqui! | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

I want to believe...

Edgar Mitchell não foi o primeiro astronauta a falar abertamente sobre o assunto.

 

 

Em entrevista concedida esse mês ao radialista Nick Margerrison, o ex-astronauta da NASA Edgar Mitchell - 77 anos, participante do vôo da Apolo 14 à Lua - confirma a expectativa de toda a comunidade ufológica de que toda (ou pelo menos parte) da verdade sobre o fenômeno UFO está para ser admitida pelo governo americano e, por consegüinte, uma provável abertura dos arquivos secretos. Na entrevista ele diz que a divulgação será ainda este ano ou no ano que vem.

Mitchell afirmou "vi algumas fotos e a aparência dos extraterrestres é similar a imagem tradicional que está difundida sobre eles, que são de tamanho pequeno e grandes olhos e cabeça, estranhos para os seres humanos", e que "contam com avançada ciência e tecnologia, incomparáveis às ciências humanas". Adiantou que "se eles fossem hostis à raça humana, já teríamos desaparecido".

"Fui muito privilegiado em ter estado num grupo restrito que sabe que temos tido visitas em nosso planeta e que o fenômeno OVNI é real. Existem extraterrestre e muitos OVNIs têm visitado a Terra e realizado contatos de terceiro grau com funcionários da NASA. Estive nos círculos militares e de inteligência, que sabem mais do que o público; sim, temos sido visitados. E, lendo os arquivos recentes, vi que isso ocorreu várias vezes. É real o Caso Roswell."

"Digo que me atrevo a revelar a verdade sobre as visitas dos extraterrestres à Terra e que não temo pela minha própria segurança. Outros astronautas também o sabem, há anos. Armstrong também viu OVNIs". Segundo dizem, ao aterrissar na Lua com o módulo lunar Eagle, ele viu três OVNIs de 15 a 30 metros de diâmetro. Convém notar que Amstrong deu uma declaração bem críptica na cerimônia dos 25 anos da missão Apollo 11, onde disse aos estudantes: "Vocês estão entre os melhores da América. Pra vocês digo que só completamos o começo. Deixamos a vocês muitas coisas por fazer. Há grandes idéias não-descobertas... Avanços disponíveis para aqueles que removerem uma das camadas que protegem a Verdade".

Sem demora, autoridades da NASA se apressaram em desmentir que a agência tenha qualquer envolvimento com OVNIs e negou estar envolta em algum tipo ocultamento de informações sobre a vida extraterrestre neste planeta ou em qualquer outro lugar do universo. Segundo eles, "Edgar Michel é um grande estadunidense, mas a NASA não compartilha de suas opiniões sobre o assunto".

Mitchell não foi o primeiro astronauta a falar abertamente sobre o assunto. Edwin "Buzz" Aldrin Jr viu e filmou, junto com os colegas, um UFO que parecia acompanhar a nave. Veja a entrevista (com a filmagem) aqui:

 

 

 

Gordon Copper também já falou sobre OVNIs e o caso Roswell, e neste vídeo ele fala sobre um UFO que filmou POUSANDO aqui na Terra (mostrando trens de pouso e tudo) e cujo conteúdo foi confiscado pela aeronáutica:
 

 

 

 

in http://arquivoconfidencial.blogspot.com/

 

publicado por sá morais às 17:17
link do post | comente aqui! | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Apollo 14 astronaut claims aliens HAVE made contact - but it has been covered up for 60 years

 

Aliens have contacted humans several times but governments have hidden the truth for 60 years, the sixth man to walk on the moon has claimed.
 

Apollo 14 astronaut Dr Edgar Mitchell, said he was aware of many UFO visits to Earth during his career with NASA but each one was covered up.

Dr Mitchell, 77, said during a radio interview that sources at the space agency who had had contact with aliens described the beings as 'little people who look strange to us.'

He said supposedly real-life ET's were similar to the traditional image of a small frame, large eyes and head.

Chillingly, he claimed our technology is 'not nearly as sophisticated' as theirs and "had they been hostile", he warned 'we would be been gone by now'.

Dr Mitchell, along with with Apollo 14 commander Alan Shepard, holds the record for the longest ever moon walk, at nine hours and 17 minutes following their 1971 mission.

'I happen to have been privileged enough to be in on the fact that we've been visited on this planet and the UFO phenomena is real,' Dr Mitchell said.

'It's been well covered up by all our governments for the last 60 years or so, but slowly it's leaked out and some of us have been privileged to have been briefed on some of it.

'I've been in military and intelligence circles, who know that beneath the surface of what has been public knowledge, yes - we have been visited. Reading the papers recently, it's been happening quite a bit.'

Dr Mitchell, who has a Bachelor of Science degree in aeronautical engineering and a Doctor of Science degree in Aeronautics and Astronautics claimed Roswell was real and similar alien visits continue to be investigated.

He told the astonished Kerrang! radio host Nick Margerrison: "This is really starting to open up. I think we're headed for real disclosure and some serious organisations are moving in that direction.' 

Mr Margerrison said: 'I thought I'd stumbled on some sort of astronaut humour but he was absolutely serious that aliens are definitely out there and there's no debating it.'

 Officials from NASA, however, were quick to play the comments down.
 

In a statement, a spokesman said: "NASA does not track UFOs. NASA is not involved in any sort of cover up about alien life on this planet or anywhere in the universe.

'Dr Mitchell is a great American, but we do not share his opinions on this issue.' 

 

Versão portuguesa

 

O sexto homem a andar na superfície lunar disse que alienígenas já contactaram os humanos por diversas vezes mas os governos escondem a verdade por mais de 60 anos.

Edgar Mitchell foi o piloto do Módulo Lunar da Apollo 14.

O astronauta da Apollo 14, Dr. Edgard Mitchell, disse que soube de muitas visitas de OVNIs na Terra durante sua carreira na NASA, mas, que todas elas foram acobertadas.

Dr. Mitchell, 77, disse durante uma entrevista no rádio que fontes na Agência Espacial que tiveram contatos com Aliens os descreveram como sendo "pequenas pessoas que parecem estranhas para nós".

Ele disse que os ETs reais são similares a imagem tradicional que conhecemos de um corpo pequeno com olhos e cabeça grandes.

Friamente, ele disse que nossa tecnologia não "chega nem perto da deles" e se eles tivessem sido hostis "nós já não estaríamos aqui".

Dr. Mitchell, junto com o comandante da Apollo 14 detém o recorde da caminhada lunar mais longa de 9 horas e 17 minutos na missão de 1971.

Eu fui privilegiado o bastante para saber do fato de que nós já fomos visitados neste planeta e o fenômeno OVNI é real, disse o Dr. Mitchell.

"Isso foi muito bem acobertado pelos nossos governos pelos últimos 60 anos, mas, lentamente está vazando e alguns de nós fomos privilegiados em sermos informados um pouco sobre isso".

"Eu estive em círculos militares e de inteligência, que sabem além do conhecimento público e sim, nós estamos sendo visitados. Lendo os jornais recentemente, isso vem acontecendo bastante".

Dr. Mitchell, que tem Bacharelado em Engenharia Aeronáutica e Doutorado em Aeronáutica e Astronáutica disse que Roswell foi real e visitas alienígenas similares continuam a ser investigadas.

Ele disse ao assombrado radialista Nick Margerrison da rádio Kerrang!: "Isso está realmente começando a se abrir. Eu acho que estamos caminhando em direção a uma real revelação e algumas organizações sérias estão se movendo nesse sentido".

Nick Margerrison disse: "Eu achei que fosse algum tipo de humor de astronauta mas ele estava falando absolutamente sério sobre aliens estarem definitivamente lá fora e sobre não haver discussão sobre isso".

Oficiais da NASA, entretanto, foram rápidos em subestimar os comentários.

Em uma declaração, um porta-voz disse: "A NASA não rastreia OVNIs. A NASA não está envolvida em nenhum tipo de acobertamento sobre vida alienígena neste planeta ou em qualquer lugar do Universo".

 Fonte/Source: Daily Mail UK ( UFOarea Brasil)

publicado por sá morais às 23:14
link do post | comente aqui! | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Coisas Fantásticas!

 

 

A layered stack of dusty ice up to 2 miles (3 kilometers) thick lies at the north pole of Mars, as seen by the Mars Reconnaissance Orbiter.
Troughs in the ice deposits reveal different inner layers that are thought to indicate climate changes on Mars when the layers were formed. This particular scarp face sits at the start of a large canyon known as Chasma Boreale, which cuts through the polar layered deposits.
The section of layered deposits here also reflects unusual layers of sand as well as layers of dusty ice. Terrain features called cross-beds appear in the sandy layer, indicating that each layer was originally a dune field that later became covered with ice.

 

 

 

-- NASA/JPL/University of Arizona and SPACE.com Staff
Credit: NASA/JPL/University of Arizona

 

publicado por sá morais às 14:46
link do post | comente aqui! | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Phoenix Mars Lander

 

A sonda espacial Phoenix Mars Lander pousou em Marte no fim da noite de domingo depois de uma viagem de mais de 10 meses e já enviou as primeiras imagens do pólo norte do Planeta Vermelho. As imagens enviadas pela Phoenix chegaram à Terra apenas algumas horas depois do pouso nas planícies árticas marcianas, deslumbrando os cientistas com as primeiras fotografias das mais altas latitudes do planeta vizinho.

As dezenas de imagens enviadas pela sonda revelam um cenário parecido com o das regiões de gelo permanente da Terra - padrões geométricos no solo provavelmente relacionados ao congelamento e posterior degelo da superfície. Acredita-se que exista um reservatório de gelo sob essa região. "É o sonho de todo cientista, (realizado) bem ali naquele local de pouso", disse o chefe de pesquisa Peter Smith, da Universidade de Arizona, numa entrevista colectiva concedida depois da chegada da sonda.

A Phoenix levou 10 meses para percorrer 679 milhões de quilómetros na viagem entre a Terra e Marte. Depois de uma semana de verificação de instrumentos, a sonda iniciará uma missão de 90 dias de escavação para estudar o solo e determinar se a região polar de Marte possui os ingredientes necessários para o surgimento de vida.

 

adaptado de A Tarde

 

Uma das fotos já causou... conversa...

 

 

Um reflexo? Já as vi mais estranhas...

 

publicado por sá morais às 16:49
link do post | comente aqui! | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 10 de Novembro de 2007

Deputados EUA alertam para choque perigoso de asteróide contra a Terra, NASA nega

 

  Os deputados norte-americanos acusaram a NASA de negligenciar a vigilância dos asteróides, sustentando que a Terra poderá ser atingida perigosamente por um deles em 2029 mas a agência espacial alegou que os riscos são mínimos.

  Segundo os deputados da Sub-Comissão da Câmara de Representantes do Espaço e da Aeronáutica, um asteróide, de nome "Apophis" ( um nome estranhamente apropriado, não? ), com 250 metros de diâmetro, poderá aproximar-se perigosamente da Terra em 2029.

  O deputado Tom Feeney explicou que, de acordo com os números da agência espacial norte-americana, vinte mil pequenos objectos cósmicos poderão "tocar" a superfície do Planeta e causar danos de dimensão regional.

  Contudo, para Donald Yeomans, responsável da NASA encarregue do programa de vigilância dos asteróides, existe uma probabilidade em 45 mil de o "Apophis" atravessar um "buraco gravitacional" e atingir a Terra em 2036.

  "É uma situação muito improvável e cuja possibilidade é, sem dúvida, zero", assegurou Yeomans.

  Todos os anos, a NASA consagra 4,1 milhões de dólares (2,7 milhões de euros) para a vigilância de asteróides (corpos menores do sistema solar).

  No entanto, a agência espacial norte-americana apenas observa preventivamente os asteróides com mais de um quilómetro de diâmetro.

Para a NASA, os riscos de um asteróide do tamanho do que "apagou" os dinossauros da Terra atingir novamente o Planeta são "muito ínfimos".

  De acordo com a agência espacial dos Estados Unidos, os asteróides capazes de provocar a extinção da Humanidade, com pelo menos dez quilómetros de diâmetro e comparáveis ao que colidiu com a Península do Iucatão, no México, há 65 milhões de anos, serão ainda mais raros.

    Temos aqui um preocupação genuina ou mais uma (estranha ) tentativa de desacreditar a NASA? Uma coisa é certa: já era tempo de haver um sistema que nos defendesse desta real ameaça!

publicado por sá morais às 01:02
link do post | comente aqui! | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Agosto de 2007

Rapidinhas

 

O Presidente francês Nicolas Sarkozy anunciou esta segunda-feira apertadas medidas de combate à pedofilia no país. Defende a castração química de pedófilos e anunciou a construção, em Lyon, de um hospital psiquiátrico especializado em pedofilia.

Nada a dizer. Já vem é tarde e não apenas para os que quiserem ser tratados...

Cerca de vinte idosos foram evacuados hoje pelos bombeiros do Centro de Dia de Alcaravela, Concelho do Sardoal (Distrito de Santarém), por causa de um incêndio florestal, disse à agência Lusa o presidente da Câmara do Sardoal.

O presidente da Câmara do Sardoal assinalou a coincidência da data em que começou um fogo: "Todos os anos é a mesma coisa, na mesma data e à mesma hora, tem havido um foco de incêndio e da mesma maneira. Não posso afirmar que é fogo posto mas digo-lhe que estou convencido que foi. No ano passado, por esta data e à mesma hora, houve focos de incêndio ao longo da Estrada Nacional 2, como hoje".

Mas este não é o ano sem fogos?! Pois, tem sido... Porque será?!

Uma estudante britânica da Universidade de Derby, Sarah Pickin, descobriu durante escavações num sítio arqueológico do período Neolítico, na Finlândia, uma bola de resina de vidoeiro que, segundo parece, seria uma espécie de chiclete.

Talvez seja mais uma... Super Gorila! :)

Escudo térmico, luva... Isto já parece uma paródia à lei de Murphy... Coincidências?! Ou a tecnologia anda de "cavalo para burro"...

 

publicado por sá morais às 22:30
link do post | comente aqui! | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Abril de 2007

Gliese 581 c

Uma equipa de astrónomos europeus, entre os quais o francês Xavier Bonfils, do Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa, descobriu o primeiro planeta “habitável” fora do sistema solar. O “exoplaneta”, assim chamado por ser exterior ao Sistema Solar, tem cinco vezes a massa da Terra e está a uma distância de 20,5 anos-luz, na constelação balança.

(imagem ilustrativa: NSF )

Baptizado como “Gliese 581 c”, o novo planeta surge na última edição da revista ‘Astronomy and Astrophysics’, mas foi ontem apresentado por Xavier Bonfils. “Depois de conhecida a massa e a distância entre o planeta e a sua estrela, foi possível apurar que tem à superfície temperaturas entre 0 e 40 graus Celsius, o que o tornaria habitável”, afirma. “Não é gasoso, como Júpiter, sendo antes constituído por material rochoso, o que o converte no planeta mais parecido com a Terra encontrado até agora”, acrescenta.

( in CM/NASA )



Com estas temperaturas, o novo planeta deverá ser muito provavelmente um alvo importante de futuras missões espaciais. A partir de 2020, tanto a NASA como a Agência Espacial Europeia (ESA) têm previstas missões de busca de vida extraterrestre que poderão fornecer dados precisos sobre este e outros planetas “habitáveis”.

O planeta demora 13 dias a completar uma órbita em torno da sua estrela, uma das 100 mais próximas do Sol.

 

Saiba mais AQUI ou no site ESO

 

Excelente notícia, sem dúvida! A hipótese ( para muitos uma "velha" certeza ) de vida exterior à nossa Terra vai tendo cada vez mais provas.  


publicado por sá morais às 12:48
link do post | comente aqui! | ver comentários (17) | favorito
|

IdeiasFixas

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


conversa recente

A Nasa edita fotos antes ...

Vaticano admite que pode ...

NASA Swipes Idea from Spa...

Hacker invade NASA e enco...

I want to believe...

Apollo 14 astronaut claim...

Coisas Fantásticas!

Phoenix Mars Lander

Deputados EUA alertam par...

Rapidinhas

Ficheiros

Dezembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Janeiro 2013

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

Amigos e Conhecidos

eXTReMe Tracker
We talk about everything! Visit us! Falamos de tudo um pouco! Visite-nos
Blog directory
Blog Directory & Search engine
Estou no Blog.com.pt
Blogalaxia

adopt your own virtual pet!

subscrever feeds