Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2015

Retratos ( reais ) de Viseu

Na cidade de Viseu, há famílias que são forçadas a abandonar as casas onde moram porque os seus prédios e bairros tornaram-se ninhos de prostituição e a vida nesses ( vários ) locais tornou-se insuportável!

 

 

tags:
publicado por sá morais às 23:26
link do post | comente aqui! | ver comentários (2) | favorito (1)
|
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2015

A "outra" verdade sobre Viseu...

tags:
publicado por sá morais às 10:20
link do post | comente aqui! | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Setembro de 2015

Viseu: qualidade de vida só para alguns...

tags:
publicado por sá morais às 12:49
link do post | comente aqui! | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Julho de 2015

Viseu: Qualidade de Vida só para alguns...

Noutros lugares, Viseu ( campeã de anúncios de convívio nos jornais ) já é conhecida por "Cidade da Luz Vermelha" por ser uma cidade em que a prostituição encontrou um bom porto de abrigo. Não tenho nada contra que recorre a tais serviços, mas quando isso implica que diversos bairros habitacionais tenham perdido qualquer réstia de qualidade de vida, o problema já é outro. É que viver num bairro constantemente sitiado por gente ( centenas!!! ) de índole duvidosa, presa a outros "vícios"e a outras "malfeitorias" não é fácil...  Os domingos, por exemplo, que deviam ser dias de convívio com as famílias, passeios, etc, torna-se dias de sobressalto porque não é fácil ter hordas de gente de mau aspecto a rondar a vizinhança. Será que as pessoas honestas, que pagam os seus impostos, que pagaram as suas casas não têm direito a essa apregoada QUALIDADE DE VIDA em Viseu? Em Viseu quem manda é a vilanagem? Os bairros estão condenados a serem favelas??? Há pessoas que são obrigadas a sair das suas casas por não suportarem mais os constantes toques na campainha a altas horas da noite, o barulho, os desagravos, etc... Mas de quem é este país? Da vilanagem? Que vão para o pinhal, onde não chateiam ninguém!!

Esta é apenas uma das "filas de espera" ( ainda se fala em crise... ) para o "serviçinho". Agora imaginem se uma mulher ou rapariga quiser ir despejar o lixo, por exemplo, e tiver de passar pelos "esfomeados"... Mas os bairros são deles?!?!

 

Estes quatro indíviduos são presença assídua aos domingos. Não interferem na "acção" mas passam a tarde toda ali a mirar que vem, quem vai... Um deles é o "criado". É ele quem vai buscar os cafés e tabaco quando as meninas precisam. Enfim, sem comentários! Se calhar, em casa, nem um copo de àgua dá à mulher ou aos filhos, se os tiver...

 

Apesar da suposta "crise", não falta clientela, sempre a enxamear a zona...

A tua prima? Mora lá mais à frente...

Ri-te, ri-te, que já são vários os que o INEM vem buscar...

É um constanste desassossego. Só não se vê mesmo é qualquer polícia...

 

 

 

 

 

publicado por sá morais às 00:05
link do post | comente aqui! | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

Publicidade: VISMAQUIPEÇAS

Comércio de máquinas e peças para agricultura, construção e jardinagem profissional e amadora.

 

Clique na imagem para aceder ao site!

 


 

Quem somos?


Somos uma empresa portuguesa, que disponibiliza ao público em geral uma vasta gama de máquinas e motores essencialmente agrícolas e de jardinagem, um abrangente stock de peças e acessórios, desde filtros, carretos, pistons,embraiagens, rolamentos, cruzetas, cavilhas, correntes e lâminas, etc.

Conseguimos facilmente identificar o que procura basta que nos forneça  os dados  máquina  ou motor para o qual de necessita de material!


 

publicado por sá morais às 23:58
link do post | comente aqui! | favorito
|
Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Conversas Imaginárias no Made in Viseu

 

É bom saber que existe um jornal em Viseu que se interessa pela cultura - Made in Viseu. O meu obrigado!

publicado por sá morais às 10:03
link do post | comente aqui! | ver comentários (5) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

E bota abaixo...

 

A Associação Académica do Instituto Superior Politécnico de Viseu anuncia, hoje, sexta-feira, a sua posição sobre a alegada exploração de caloiros em bares nocturnos da cidade. Um negócio que dizem lucrativo para quem os lá leva.

A suspeita de que há elementos do Conselho Viriato, responsável pela praxe no ISPV, a "lucrar somas exorbitantes" com os alunos recém chegados à instituição de ensino superior, obrigando-os a consumos excessivos de álcool em estabelecimentos que pagam comissões, está a preocupar os responsáveis académicos. Que querem "tirar a limpo" uma situação que, dizem, "afecta a boa imagem" das escolas agregadas e dos seus alunos.

O presidente do ISPV, Fernando Sebastião, anuncia que vai reunir com os representantes dos estudantes para apurar a verdade das denúncias. Com a promessa de que o problema irá ser monitorizado. O dirigente admite que, a ser verdade, a situação é "inadmissível" e pode ter consequências graves para os responsáveis pela utilização de jovens em eventuais negócios.

A denúncia feita aos órgãos de comunicação social por um alegado "grupo de alunos" do ISPV, foi também analisada, durante a noite de ontem, pela Associação Académica (AA). "É uma reunião convocada com carácter de urgência para analisar todos os factos denunciados. As conclusões a que chegarmos, serão reveladas durante o dia de amanhã", disse ontem, ao JN, Rafael Guimarães, presidente da AA do Politécnico.

"Beber até não poder mais"

No centro das suspeitas está o designado Conselho Viriato. Um órgão criado no ano lectivo 1977/78 que é actualmente presidido por Ana Pinto, uma aluna da instituição de ensino superior que trabalha também num bar localizado na zona de Jugueiros. A este órgão compete a organização de todas as iniciativas relacionadas com a praxe, que vão muito para além da recepção aos caloiros no início de cada ano lectivo.

Os membros do Conselho Viriato, chamados "sertórios", são acusados de "manipular" os estudantes "obrigando-os a circular de bar em bar, bebendo até não poderem mais, sendo no final encaminhados para uma discoteca ou bar dançante, onde tiram os seus dividendos a título particular".

 

 

Finalmente percebo porque se quer mais gente nas Universidades, apesar de não haverem empregos para muitos deles depois de terem os canudo... Pelo menos, durante três ou mais anos, esta juventude desenvolve o comércio e a indústria de bebidas alcólicas! Bem pensado! Cresce o consumo interno e a Unicer e Centralcer agradecem! É o empreendorismo tuga a labutar contra a crise! E, afinal, para que serve a Universidade, senão para sair da casa dos pais e apanhar uns belos pifos? Bebam, riam e cantem... enquanto podem...

tags:
publicado por sá morais às 12:02
link do post | comente aqui! | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 22 de Agosto de 2009

Feira de Antiguidades


                                

 


                                     

 

                                    

 

 

                                                 
 

 
                                     
 
Gosta de livros antigos, papéis de valor, brinquedos antigos, medalhas e outras antiguidades? Não procure mais! Vá a Feira de Antiguidades
 
  • Dois anos de experiência
  •  
    Mais de 600 artigos colocados à venda
     
     
    Sem leilões ou outras complicações!
     
    Feedback 100% positivo! 

 

publicado por sá morais às 22:25
link do post | comente aqui! | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Faça desporto em Viseu e... tente chegar a casa ileso...

Agredida e violada ao correr em mata

Uma jovem, de 16 anos, foi agredida e violada por dois homens quando fazia corrida no Complexo Desportivo do Fontelo, em Viseu. A vítima foi abordada pelos criminosos, que actuaram de cara destapada, na pista de manutenção e depois levada para um local escondido na mata, onde a violação foi concretizada.



 

Segundo o CM apurou, o crime verificou-se no dia 18, às 19h00, altura do dia em que aquele espaço costuma ser frequentado por muitos praticantes de desporto.

A jovem "corria sozinha e devagar" quando de repente foi abordada por dois desconhecidos, com idades compreendidas entre os 25 e os 35 anos.

"Depois de a terem manietado e tapado a boca para não gritar, levaram-na para uma zona erma na mata e consumaram a violação", adiantou ontem fonte policial, salientando que ninguém terá presenciado o crime.

A jovem, estudante, ficou de tal forma abalada que no dia em que ocorreu a violação não foi capaz de dizer a ninguém o que lhe tinha acontecido. Só no dia seguinte é que "ganhou coragem" e foi apresentar queixa no Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Especificas da GNR de Viseu.

"A jovem estava muito transtornada, humilhada e relutante em apresentar queixa contra desconhecidos. Depois de falar com os nossos militares acabou a muito custo por formalizar a queixa", explicou ontem ao CM o major Paulo Fernandes, relações públicas da GNR de Viseu.

A GNR informou de imediato a Polícia Judiciária de Coimbra e remeteu a queixa para o Ministério Público do Tribunal de Viseu.

A jovem estudante revelou às autoridades policiais algumas características físicas dos agressores – que garante não conhecer –, pistas que serão determinantes para a sua captura.

 

Mais uma vergonha de um país à deriva, sem rei nem roque...

tags:
publicado por sá morais às 22:05
link do post | comente aqui! | favorito
|
Domingo, 7 de Junho de 2009

Portugueses ao volante

 

Acho que em todas as regiões há um tique característico relacionado com o trânsito... Em Lisboa, por exemplo, os condutores não gostam de parar nas passadeiras se não tiverem uma qualquer luz vermelha que os obrigue a fazê-lo. É mais forte do que eles! E depois até ficam a olhar para o peão e a pensar: "Eu estou de carro e tenho de parar por causa deste pelintra que vai a pé? Tá mal!"

 

Em Viseu a coisa é diferente... Não sei porquê, mas há o também estúpido e enraizado hábito de estacionar e abrir a porta do carro "à patrão" como se fossem os únicos utilizadores das vias públicas. Não olham nem querem saber se vem algum carro. Nem sequer se preocupam se, para se desviar deles, um carro tiver de se desviar e bater num que vem de frente. Não! O que importa é abrir a portinha bem aberta para sair à larga! Afinal, isto é tudo nosso! 

 

No outro dia ( entre muitos ) fui desafiado deste modo por um destes mentecaptos, que abriu a porta sem ver. Eu já não tinha tempo para travar e não me ia certamente atirar contra o carro que vinha de frente... Não! Podem crer que levava-o a ele e à porta à frente! Felizmente, o mentecapto tinha reflexos rápidos e só apanhou um susto... Será que lhe serviu de lição? Conhecendo a maioria dos portugueses como conheço, julgo que não... 

tags:
publicado por sá morais às 17:24
link do post | comente aqui! | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Publicidade: FEIRA DE ANTIGUIDADES


                                

 


                                     

 

                                    

 

 

                                                 
 

 
                                     
 
Gosta de livros antigos e outras antiguidades? Não procure mais! Vá a Feira de Antiguidades
 
  • Dois anos de experiência
  •  
    Cerca de 600 artigos colocados à venda
     
     
    Sem leilões ou outras complicações!
     
    Feedback 100% positivo! 

* de momento temos muitos artigos relacionados com Viseu!!

publicado por sá morais às 22:28
link do post | comente aqui! | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Viseu, linda cidade... bordel?

 No Diário do burgo há de tudo como na farmácia... peludas, cinquentonas, travesti, gatas no cio... tudo para gáudio duns quantos e para desespero de muitos viseenses que se vêem forçados a conviver com esta triste realidade!

 

in Viseu, Senhora da Beira

 

 

Mesmo em jornais nacionais, Viseu compete em número de anúncios com cidades maiores. E enquanto se vai alardeando que Viseu é uma excelente cidade para viver, certos bairros deixam de ser pacatos e familiares para se tornarem favelas de prostituição, droga e sabe-se lá mais o quê... As autoridades assobiam para o lado porque não é à porta deles, porque se calhar "gostam da festa", porque este é um país em que vale tudo... Afinal, viver em Viseu pode ser mesmo uma triste experiência...

tags:
publicado por sá morais às 22:26
link do post | comente aqui! | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Não há mesmo vergonha na cara...

Polícia "obrigada" à caça à multa

Agentes da Polícia Municipal falam em objectivos mínimos a cumprir. Câmara diz que houve negociação
RUI BONDOSO

Mapa de objectivos aprovado pela autarquia "impõe" mínimos a cumprir a cada agente da Polícia Municipal. Conta tudo para a avaliação e progressão na carreira. Dirigente sindical fala em imposição "bizarra".

Quantas mais multas passarem, melhor classificação obtêm para progredir na carreira. No limite, há agentes da Polícia Municipal (PM) de Viseu que têm de emitir mais de 500 multas de trânsito por ano para cumprirem os objectivos traçados pela autarquia e preconizados pela lei que regula o sector. As regras estão definidas nos mapas individuais aprovados pela Câmara de Viseu a que o "Jornal de Notícias" teve acesso.

As organizações sindicais censuram e reprovam o método avaliativo. Falam mesmo em "imposição" de "caça à multa".

"Condenamos com veemência este procedimento", reage João Serra, do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL).

"Obrigar um polícia municipal a atingir um limite mínimo de multas, para ficar bem na folha de serviço, é até pouco ético. A medida parece-me mesmo bizarra", acrescenta o sindicalista, que já manteve reuniões com os agentes da força policial, onde o assunto foi discutido e reprovado.

Um parecer do departamento jurídico do STAL, a propósito do número de multas emitidas contar para a avaliação, "levanta algumas dúvidas", lembra João Serra. "Até porque muitos desses autos podem ser contestados em tribunal e o automobilista visado conseguir a sua anulação. Depois como é? O agente é penalizado porque a multa deixou de valer?", questiona o dirigente do STAL

Vários efectivos da PM de Viseu, contactados pelo JN, comprovam o ambiente de mal estar. "Somos mal vistos pela população. Com frequência, acusam-nos de andarmos na caça à multa", relata um agente, debaixo de anonimato.

"As pessoas não sabem que somos forçados a cumprir objectivos, sob pena de corrermos o risco de ter uma nota baixa. É este procedimento, por parte de quem manda, que faz com que a polícia municipal esteja tão mal vista", reage outro agente, que prefere também manter o anonimato.

"Atingir durante o ano 534 pontos, tendo em conta o seguinte: Auto de Detenção - 8 pontos; Auto de Notícia para Tribunal - 4 pontos; Auto de Notícia por Contra Ordenação, com apreensão - 4 pontos; Auto de Notícia por Contra Ordenação, sem apreensão - 3 pontos; restante expediente - 1 ponto".

As vulgares multas de trânsito são consideradas "restante expediente", e valem só um ponto.

"No limite, se a actividade de um agente da polícia só tiver sido levantar autuações contra os automobilistas, ele precisaria de mais de 500 multas emitidas para cumprir os objectivos", explica um efectivo da PM de Viseu, que revela não ter conseguido atingir, em 2008, o limite mínimo.

"Pelo que sei, os objectivos não foram impostos, foram negociados entre o avaliador (comandante da PM) e os avaliados (agentes). Só em caso de desacordo é que prevalece a vontade do avaliador. É o que determina a lei da avaliação", explica Hermínio Magalhães, vereador da autarquia com o pelouro que tutela a PM, que admite, porém, dialogar com o comandante sobre a possibilidade de introduzir uma "melhor ponderação dos objectivos".

"Estamos ainda num processo de aprendizagem e há matérias que podem ser melhoradas", justifica, explicando que não pode eliminar os objectivos "porque eles são impostos pela lei da avaliação".

 

  Um país onde há polícias municipais obrigados a multar para atingir objectivos por pontos, não é um país é uma palhaçada! Nunca pensei ver este país chegar a um tal nonsense... É imoral e vergonhoso! É mesmo surreal... E lá vai ( o  que resta da  ) credibilidade da Polícia Municipal pelo cano...

 

in JN ( via Viseu, Senhora da Beira )

publicado por sá morais às 18:12
link do post | comente aqui! | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Lançamento de Páginas LEntas

 

 

 

Páginas Lentas... Porque se saboreiam bem devagar num projecto lançado pelo Gicav, ideia de juntar autores. 19 textos originais. 19 escritores ( sendo eu um deles ). Viseu, o lugar comum...

 

Site do Livro Páginas Lentas

 

Venha até à FNAC/ PALÁCIO DO GELO - VISEU NO DIA 6 de Dezembro pelas 18h00.

 

 

Com um especial abraço para o mentor do projecto JOsé n.

 

 

publicado por sá morais às 23:10
link do post | comente aqui! | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 7 de Outubro de 2008

Este Portugal não é o meu...

De que vale tirar um curso quando se acaba a limpar o chão e as casas de banho? Esta é a pergunta que Arminda faz todos os dias quando vai para a escola. Licenciada em Português/História, continua sem ter colocação como professora e ganha a vida como tarefeira de limpeza.

 

Talvez por acreditar que, estando naquela ambiente escolar, talvez um dia volte a contactar com os alunos à frente de um quadro, em plena sala de aula, optou por ficar na escola, contrariando a tendência de muitos dos seus colegas, que «leccionam» numa caixa de supermercado,

O cancro que «desaparece» na sala de aula
Quem trata da educação especial?

Após ter concluído a licenciatura, em 1998, na Universidade Católica de Viseu, e depois de ter cumprido o estágio profissional nas duas disciplinas na EB 2/3 Dr. Azeredo Perdigão, em Abraveses (Viseu), conseguiu colocação. «Foi em 98/99, na EB 2/3 de S. Pedro do Sul, mas como foi uma substituição não tive direito a subsídio de desemprego», contou ao PortugalDiário.

Continuou a concorrer e ficou a pertencer ao grupo de português, mas como não conseguiu colocação, foi exercendo outras actividades. Chegou a ser animadora infantil num infantário privado em Oliveira de Frades, mas em 2000 decidiu mudar-se para a zona de Aveiro, tentando sempre a sua sorte nos concursos a nível nacional.

Por necessidade de subsistência, inscreveu-se no Centro de Emprego, tendo posteriormente conseguido colocação durante um ano lectivo como técnica animadora de ATL na Gafanha de Aquém, em Ílhavo. Mas, a instabilidade era enorme. Chegou a ser auxiliar de educação numa IPSS, até que em 2004 passou a exercer funções de tarefeira no Jardim de Infância de Esgueira (Aveiro). Durante quatro horas por dia, ao longo de quatro anos, auxiliou meninos com espectro de autismo.

A limpar casas de banho

O grau de degradação da profissão foi aumentando, apesar de nunca ter desistido de concorrer para o cargo de professora de português. Este ano lectivo, e após uma directriz da Direcção Regional de Educação do Centro (DREC), passou a exercer funções como tarefeira de limpeza Agrupamento de Escolas de Esgueira.

«São quatro horas por dia para limpar a escola», referiu. A indicação da DREC foi concreta: «O trabalho das tarefeiras passava a focar-se essencialmente nas limpezas, deixando o auxílio aos meninos com necessidades educativas especiais às auxiliares de acção educativa». Conclusão, apesar de ser licenciada em Português e História, está colocada numa escola para limpar salas e casas de banho.

Arminda tem um filho, necessita trabalhar, mas como não tem outro tipo de solução, aceitou este cargo. «Em relação ao curso já não existe, porque as saídas foram tantas que apenas 1% das pessoas formadas leccionam e as outras estão noutras actividades. Quanto ao meu diploma, esse está arrumado para não apanhar pó, porque até custou 25 contos. A vida continua e sorrio, porque tenho um filho e um marido maravilhosos».

 

 

"o auxílio aos meninos com necessidades educativas especiais às auxiliares de acção educativa"

Entre muitas outras coisas, decidi retirar esta frase... Quem conhece a realidade escolar, perceberá porque o fiz...

Eu também cheguei a concorrer para auxiliar de acção educativa, mas nunca fui escolhido ( sirvo para professor, mas não sirvo para... auxiliar... ) porque havia sempre o primo, o afilhado, o amigo do padre, o puta reles que os pariu que ficava com o lugar através de cunhas, mesmo que o(a) dito(a) fosse um troglodita, que nem servisse para guardar gado. Acção educativa... Pois...

Este país está transformado numa merda revoltante! Este não é o meu Portugal!

A pessoas como a Arminda só posso desejar força e paciência! Sei que é difícil engolir sapos, mas... A vilanagem que desgoverna e manobra este país e enche os bolsos à custa dos outros, terá de ter um último dia como o dos porcos! 

publicado por sá morais às 20:52
link do post | comente aqui! | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Carta enviada ao Diário Regional de Viseu

 

(...) Tudo isto poderia ser despeito, não fosse o facto de constatar que vão sendo publicados no vosso jornal artigos que até dariam vontade de rir, não estivéssemos nós a falar de um meio de comunicação social com a importância do Diário Regional… Infelizmente, esta situação vai-se repetindo indefinidamente e incide especialmente em temas de cariz internacional. Exemplo disto é o artigo “Segundo Sítio da Internet — Um Pouco de História Mítica da Renault”, publicado no passado dia 8 do corrente mês. Depois de o ( tentar ) ler na íntegra perguntei-me se teria sido escrito por um miúdo do 7º ano de escolaridade — daqueles muito fraquinhos! Saltam à vista frases como: “ desenvolve os 105 26,5 cavalos e alcançou km/h de velocidade terminal”; “ Reanult 4 aparece caminhão claro com janelas”; “ na França foi emitido o Renault 4 Parisienne “. Torna-se evidente que alguém pegou num texto da Internet e usou um dos muitos tradutores disponíveis, sem sequer se dar ao trabalho de o rever… Enfim, o português do texto é todo ele um chorrilho inenarrável! As traduções também são sempre uma desgraça — ficou famosa a do míssil “Harpun” numa das edições anteriores. Parece que há quem não faça a mínima ideia do que está a escrever e nem se importe muito com isso, talvez pensando que ninguém irá reparar… Engana-se! É por isso no mínimo revoltante a situação dos anúncios que lhe expus no início da carta… O Diário merecia melhor, tal como a região, que tanto estimo.
publicado por sá morais às 10:44
link do post | comente aqui! | favorito
|
Domingo, 21 de Setembro de 2008

Goor - A Crónica de Feaglar 2

 
" (...)mas de todos os livros que li durante o ano, sem duvida alguma “Goor - A Crónica de Feaglar 2“ foi o melhor do ano, melhor de todos, daquele tipo de livro que tenho sempre a mão para uma releitura, e posso indicar com toda confiança como sendo um livro completo."
in Realidade Torta - Brasil
 
"Este romance de aventuras épicas “adocicado com o toque mágico da fantasia” merece, sem dúvida, a nossa atenção. Valores como a amizade e a liberdade, tão essenciais à nossa condição humana, estão aqui sempre presentes."
in Montijo Agenda
 
"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã
 

"Por fin chegou ás nosas mans a segunda parte da Crónica de Feaglar. E se me pedides que vola resuma nunha frase, direi-vos que concordo que as segundas partes non son boas, neste caso, son mellores! (...) Eu pola miña banda só podo dicir que fico coa mesma sensación que cando acabo un bo libro ou unha película: qué magoa que xa acabase,  pero disfrutei tanto mentras... "

in Nova Fantasia ( Espanha )

 
Pontos de venda na Internet:
LivrosNet
Webboom
 
 
Os livros Goor - A Crónica de Feaglar I e II estão disponíveis na Biblioteca Municipal Central - Palácio Galveias 

 

 

Saiba mais sobre esta obra AQUI

publicado por sá morais às 19:35
link do post | comente aqui! | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

Viseu: Tiroteio em bairro social

Um desentendimento entre famílias do bairro social da Paradinha, em Viseu, e um clã de Coimbra terminou com vários disparos de armas de fogo. Os tiros não provocaram vítimas. A PSP revelou ontem que encontrou no local, no domingo, sete invólucros. Segundo os moradores, terão sido disparados pelos que residem em Coimbra.

retirado de CM

 

"Portugal não pode permitir estes níveis de criminalidade organizada e fortemente armada, que põe em causa – quotidianamente – a segurança dos portugueses."

 

Postado por A.Torres

 

 

publicado por sá morais às 15:46
link do post | comente aqui! | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Viseu, cidade... bordel!

 

 

 

 

 

 

 

 

Em vez de andar a pintar passadeiras à pressa e a colocar bandeirinhas nas avenidas para receber os meninos da selecção, a autarquia viseense devia era olhar para certos bairros de Viseu que se transformaram em verdadeiros bordéis a céu aberto. Lugares onde a vida das famílias ( os cidadãos de segunda de Viseu... ) se tornou insuportável. Mas como não é no bairro de ninguém importante e há aí muita gente a encher-se com a negociata...

publicado por sá morais às 14:11
link do post | comente aqui! | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

Viseuro 2008

 

É difícil não notar... Há panfletos, cartazes, artigos nos jornais, etc, etc. A selecção vem para Viseu. Rejubilam as gentes e as autoridades, perante a possibilidade de alguma visibilidade. O Modelo chama à praça a sua arma de arremesso - Tony e Mickael - num concerto onde só pode entrar quem tiver o cachecol "Força de Campeões"... ( esta nossa mania de pôr a carroça à frente dos bois... ) O marketing agita-se, as senhoras e meninas ( nem todas, felizmente... ) vão treinando o repertório de guinchos histéricos e fala-se de algo muito bom para a região... Será?! Bem, não sou dono de nenhuma unidade hoteleira, nem de nenhuma empresa da área da restauração. Quanto ao facto de este evento publicitar a imagem de Viseu... É uma maneira, mas haveriam outras, talvez menos fugazes... Mas é claro que prefiro que a selecção cá do que em qualquer outro lugar! Só é pena que na altura que chegam os "campeões da bola" a Viseu, hajam tantos "driblados pela vida" locais a terem de abandonar Viseu, na busca de uma vida melhor na Suiça, França...

Estou um pouco cansado da selecção... Campeões?! Ainda não digeri a Grécia... E estou um pouco farto que só se fale de Portugal por causa daqueles rapazes, que só haja orgulho num país quando este se transforma em bola.

Como adepto, também não acredito nadinha no porvir... Sim, senhores políticos, não sei se as gentes estarão muito entretidas ou se sairá o tiro pela culatra com mais uma desilusão... Mas espero ( fervorosamente! ) estar enganado...

 

 

publicado por sá morais às 14:46
link do post | comente aqui! | ver comentários (3) | favorito
|

IdeiasFixas

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


conversa recente

Retratos ( reais ) de Vis...

A "outra" verdade sobre V...

Viseu: qualidade de vida ...

Viseu: Qualidade de Vida ...

Publicidade: VISMAQUIPEÇA...

Conversas Imaginárias no ...

E bota abaixo...

Feira de Antiguidades

Faça desporto em Viseu e....

Portugueses ao volante

Ficheiros

Dezembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Janeiro 2013

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

Amigos e Conhecidos

eXTReMe Tracker
We talk about everything! Visit us! Falamos de tudo um pouco! Visite-nos
Blog directory
Blog Directory & Search engine
Estou no Blog.com.pt
Blogalaxia

adopt your own virtual pet!

subscrever feeds