Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

O Cuzinheiro de serviço...

Ontem passei os olhos por um jornal e lá estava um anúncio do Ministério da Educação a abrir concurso para um lugar de CUZINHEIRO. Pronto, não me vou aqui pôr com trocadilhos. Apenas vou lamentar este erro, que talvez seja mero lapso ou ( mais ) claro sinal de como anda a nossa língua…
   Depois abri outro jornal de Viseu e deparo com um artigo de opinião de Juãu D. Marques. Ele defende uma radical simplificação da língua. Aquilo que ele diz ser o Português limpo, defendendo mesmo coisas como: “sedênsia, xeqe, xinezise, xicatríx, aqeser, (… ), talvex, vejetarianijmu, isu, ixtu i aqilu”… Segundo ele, deveríamos ter a grafia regulada pelo modo como falamos, pela oralidade. Seria uma simplificação, segundo ele… Esquece-se certamente dos regionalismos e mesmo das milhentas variantes orais, próprias de cada pessoa, que tornariam a escrita uma verdadeira bandalheira, regulada pelo falar de cada indivíduo e, provavelmente, indecifrável para os outros. Uma língua “à vontade do freguês”! E mesmo que essa língua fosse regulada por uma norma, seria a norma de quem? Quem seria o modelo? Ou haverá a ilusão que todos falamos do mesmo modo? Ele próprio escreve metade do artigo usando esta sua versão “simplificadora” da escrita… Bem, não estou habituado a escrita SMS, pelo que demorei muito tempo a perceber o que estava escrito nessa escrita… simples…
    Ele afirma mesmo que “ U valor etimulógico da nosa língua já está mais do que registadu i au atualizar a nosa escrita estariamus a valorizar ainda mais esse passadu istórico tal comu oje admiramus um pergaminhu da era dus descubrimentos ou mesmu uma mueda de 2$50”. Bem, será preciso salientar o quão descabidas são as comparações? Ou deveríamos antes reflectir na falta de lógica da afirmação em si própria? Ver a escrita como uma moeda de 2$50 (ou qualquer outro artigo numismático) parece-me mesmo algo grosseiro. Esquece-se certamente que comparou duas coisas muito distintas, pois não me recordo de a pequena moeda ter processos próprios de evoluir… ( Esquece-se que as palavras são o que são porque têm uma origem... )
   Defende ele esta simplificação em prol de “uma nova escrita do português que proporcione uma mais rápida e consistente aprendizagem para um estudante do nosso idioma.” Mas porque razão surgiu na actualidade esta urgência de simplificar, de facilitar?! Afinal, o Homem encontra-se num processo de evolução ou de regressão? Porque é que todas as aprendizagens têm de ser rápidas e reguladas pelo mote: “explica-me como se eu fosse muito burro!” A própria aprendizagem deve começar no grau de exigência mais fácil e ir aumentando gradualmente. Mas por esta ordem de ideias, o ideal seria que nunca se saísse dos conteúdos programáticos do primeiro ano de escolaridade. Tudo em prol do facilitismo e da simplificação, claro está! Numa época em que se diz que os miúdos são tão espertos e “parecem já ter nascido ensinados”, não será um contra-senso este desejo de “querer fazer-lhes a papinha toda”? Será que as exigências do passado são agora obstáculos intransponíveis? Mas nós sobrevivemos-lhes, não foi? E até cometemos a façanha de aprender a escrever esta língua tão… complicada!... Seríamos génios?
   Uma coisa é certa, na escrita irei continuar a associar cozinheiro a cozinha e não a qualquer orifício corporal…
publicado por sá morais às 21:17
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




IdeiasFixas

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


conversa recente

Retratos ( reais ) de Vis...

A "outra" verdade sobre V...

Viseu: qualidade de vida ...

Viseu: Qualidade de Vida ...

A verem-se gregos, não pa...

OPORTUNIDADE!

Goor - A Crónica de Feagl...

Goor - A Crónica de Feagl...

Natal 2011 - Regresso dos...

Regresso dos Deuses - Reb...

Ficheiros

Dezembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Janeiro 2013

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

Amigos e Conhecidos

subscrever feeds