Quarta-feira, 19 de Abril de 2006

Aborto

Um destes dias vi um debate em que julgo que se falava do aborto. No entanto, na parte que apanhei, os convidados degladiavam-se sobre a velha questão de quando a vida humana pode ser considerada como tal. Julgo que se falava das 10 semanas. Em minha opinião, este género de discussões não passam de  demagogia.  Como se pode discutir nestes moldes um prazo para a vida humana? A partir das dez semanas já é considerado um ser humano? E um dia antes não o é? Para mim a vida começa no momento da fecundação pois, quer se queira quer não, a partir daquele momento, há uma nova vida criada. Não há volta a dar! Dali a nove meses saí para o exterior um menino ou uma menina. Mas isto é irrelevante para a discussão! Quem aborta, seja em que altura for, sabe que está a matar alguém. Pronto! Tem de assumir isso, sem desculpas de qualquer género. Julgo que qualquer mãe sabe isso. Vamos deixar os eufemismos, quer sejamos contra ou a favor. Aliás, nem gosto da palavra aborto por ser realmente um eufemismo. Vamos chamar os bois pelos nomes e assumir as posições com clareza. Julgo que quem quer abortar devia puder fazê-lo ( desde que hajam razões para isso, claro ) mas sem partir de pressupostos como: a criança/ feto ainda não tinha alma ou ainda não era um ser humano. Não quis o filho(a) por qualquer razão, ponto final.

publicado por sá morais às 16:28
link do post | comente aqui! | favorito
8 comentários:
De Kaos a 19 de Abril de 2006 às 19:52
Para mim isso é tudo converça, o que é realmente importante é que as crianças, quando nascem sejam amadas, bem tratadas e lhes forneçam as condições para uma vida condigna e feliz. Tudo o resto é balelas.


De sá morais a 19 de Abril de 2006 às 20:12
Isso é verdade e até digo mais: Quem, por exemplo, mata uma criança com maus tratos ( como tem acontecido em casos recentes), devia ser impossibilitada/o de ter mais filhos. E mais nada!
Mas há sempre uma questão moral, ou melhor, de consciência, afinal estamos a falar de uma vida humana. Até porque isto transcende a questão do aborto. E aquelas pessoas que deitam os recém-nascidos no lixo? Se calhar não lhes podem dar esse amor e essas condições minimas, mas essa não é uma solução demasiado fácil? Uma espécie de pena de morte? tipo deitar o saco com os gatos no lixo, porque em casa só temos lugar para um... E aqui não estamos a falar de gatos, apesar de eu, por principio respeitar todas as formas de vida. E o papel do Estado nestas situações?


De Hope a 20 de Abril de 2006 às 11:00
Não posso deixar de concordar que é uma questão bastante ambígua. Independentemente de estarmos a falar de alma, temos de ter consciência que estamos a falr de uma vida. ok, há casos de violação, de deficiências profundas... e eu mesma não sei que faria nestes casos. não sei se teria coragem de ter um filho que não fosse fruto de uma relação de amor, ou que tivesse alguma deficiência. são de louvar aqueles pais que mesmo sabendo que o feto é portador de trissomia 21 ou de sindrome de down, decidem levar a gravidez para a frente e ter esse filho. Infelizmente não me vejo com capacidade para lidar com nenhuma das situações, pelo que espero nunca ser posta à prova.
Por outro lado, temos também aquelas mulheres inconscientes, que se não querem filhos, mais vale prevenirem-se enqto é tempo, pois fazer um aborto ou "deitar a criança ao lixo" não é de todo solução. Não consigo imaginar a frieza que vai no coração dessas pessoas...


De tb a 20 de Abril de 2006 às 14:16
A meu ver, é que muita coisa é chamada para a conversa quando o que está em causa na lei, é a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, nada mais. O que é um facto é que quem tem pder económico para ir ao estrangeiro, onde a lei não é penalizadora, o faz sem qualquer tipo de problema na consciência. Sobra sempre para quem não tem poder económico. Para mim este é o centro da questão. Nenhuma mulher consciente, interrompe uma gravidez de ânimo leve. Mas todos sabemos que há casos gritantes de falta de muita coisa, uma delas de esclarecimento e planeamento a sério!
Acho que começa por aí.


De Elise a 20 de Abril de 2006 às 15:47
A questão das 10, 12 semanas põe-se por causa da actividade cerebral do feto que surge nessa altura.

no Reino Unido e nos EUA é possível abortar até ao fim da gravidez.

Sou contra a despenalização total do aborto. Mas se acabarem por despenalizar o aborto, cada mulher deve pagar a sua IVG. estamos a falar de 500 euros ou mais.

as pessoas mais do que nunca devem lidar com as consequencias das suas acções.


De Ricardo a 21 de Abril de 2006 às 01:58
demagogia é chamar de ser humano a um feto. é vida, tudo bem, mas nem é um ser vivo independente, nem sequer um ser pensante. matamos moscas porque nos pousam na janela, matamos todo o tipo de animais para comer (a palavra-chave é "matamos"), arrancamos flores e árvores. mas um feto faz uma confusão do caraças a tanta gente! um feto ñ é um ser humano, é uma ranheta. uma semente não é uma flor. um feto é só uma semente. cada vez que um homem se masturba, está a largar "sementes". somos milhões de seres humanos no mundo e nem sequer há suficiente para tdos, nem sequer sabemos quanto mais tempo temos de planeta Terra. Pra quê preocuparmo-os tanto com um assunto que pode remedear-se com uma noite de sexo? E todas as crianças que enchem os orfanatos, as bebés que e matam na China... Ganhe-se juízo, a vida humana começa com o nascimento.


De Sandrinha Mara a 21 de Abril de 2006 às 15:00
Infelizmente ainda não tenho um blog no sapo, mas vou tratar de providenciar isso. Entrei aqui atravé do piresF à quem tenho o mais profundo respeito, e já virou um amigo querido. Espero que possamos tb ser amigos, eu e vc.
Adorei o que vc falou a respeito do aborto. E tb concordo com o fato de que não existe "um tempo" para ser classificado como "vida humana".
Olha, passa no meu blog tb. E outra coisa, trabalho em um site de notícias em tempo real, faço parte da equipe de jornalismo como comentarista (sobre os mais diversos assuntos). www.tudofoz.com
Minha coluna é: "Mala eu ?! Vixi !
Ela está em "cadernos", que fica ao lado esquerdo da página principal, ou então vc me encontra num banner ao lado direito da mesma página, é uma malinha cor de rosa choc!
Adoraria ver um comentário seu em minha coluna e em meu blog tb é claro. Sou ainda nova na comunidade blogueira e quero muito fazer novas amizades.
Obrigada por sua atenção.
Um abraço


De sá morais a 21 de Abril de 2006 às 15:12
Bem, não podemos confundir espermatozoides com fetos.
Sem ir cocretamente à questão do aborto, julgo que o feto já é uma vida humana. Aliás, antes de nascer, a criança já pensa. não é propriamente um pedaço de nada. ver: http://www.arconet.es/familia/111Lavidahumana/Aborto/Aborto_grafico.html

Já viste um pinto dentro do ovo, pouco antes de eclodir? É um pinto perfeito. Se eu o matar dentro do ovo não estou a matar um pinto?
Tens razão quanto ao excesso demografico, mas não se diz por aí que somos cada vez menos na europa?
Também é verdade que há muitas crianças nos orfanatos, mas também há uma enorme lista de espera de casais que querem adoptar. O que falha? O estado e a burocracia.


Comentar post

IdeiasFixas

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


conversa recente

Retratos ( reais ) de Vis...

A "outra" verdade sobre V...

Viseu: qualidade de vida ...

Viseu: Qualidade de Vida ...

A verem-se gregos, não pa...

OPORTUNIDADE!

Goor - A Crónica de Feagl...

Goor - A Crónica de Feagl...

Natal 2011 - Regresso dos...

Regresso dos Deuses - Reb...

Ficheiros

Dezembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Janeiro 2013

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

Amigos e Conhecidos

subscrever feeds