Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

Rapidinhas

 Encerramento das SAP e das Maternidades...

 

 

 Eu podia agora vir um longo rol de argumentos, todos eles reveladores da irracionalidade de algumas desta medidas. Muitos de voçês entenderiam e até concordariam com o que eu diria. No entanto, não vou estar a dizer o que todos já sabem, eu queria mesmo era dizê-lo à classe política. Porém, esses não devem ler este blog e, mesmo que lessem, certamente não perceberiam nada do que eu dissese. É dificil para a nova horda aristocrática, com acesso a todas as comodidades e luxos, entender os problemas das pessoas comuns, a tal gentalha anónima, da qual eles só necessitam em época de eleições... E pouco, pois tudo o que querem é uma mera cruzinha num papel...

 

Pequenos partidos ameaçados de extinção

 

Ora aí está a democracia a funcionar... A frase anterior é irónica, claro! A verdade é que a actual sociedade não gosta de minorias, de gente que pense de modo diferente e se afaste da dicotomia actual. A própria sociedade tende para a uniformização em vários outros aspectos... Primeiro os mais pequeninos, depois acabe-se também com o PC, o PP e o BE... Isto é como no futebol, os clubes pequenos não ganham campeonatos, mas às vezes lá pregam umas partidas aos "grandes" e isso é chato... para os grandes, claro! Bonita palavra - liberdade...

 

O primeiro-ministro admitiu ontem na sua mensagem de Natal que “ainda não foi possível reduzir a taxa de desemprego”, mas ressalvou que o Governo já conseguiu “conter o seu crescimento”. Confessando que este é o problema social que mais o preocupa, José Sócrates lembrou, porém, que nos últimos dois anos e meio da sua governação a economia gerou 106 mil novos empregos. Falta assim criar 44 mil postos de trabalho para o Governo cumprir a promessa eleitoral de criação de 150 mil novos empregos até 2009 ( in Carvalhadas )

Pois... realmente ele está a contar com os postos de trabalho criados em Espanha. E acrescento: na França, Suiça, Alemanha, etc... Já à bastante tempo que não se via tantos jovens irem para o estrangeiro. E eu estou a falar da realidade, do que me rodeia. Mas há sempre aqueles que não sabem o que é o país real, que só conhecem números... Os tais da barriga cheia, que se estão nas tintas...

 Depois do sucesso de O Crime do Padre Amaro, vem aí outro sucesso... Call Gril... Em Portugal é assim o cinema. Ou se cai num absurdo de intelectualismo balofo ou se vai ao outro extremo, chamando à tela a boazona da moda, de preferência sem roupa...

 Nicolas Sarkozy e Carla Bruni!

Podemos até não gostar do sujeito... Eu acho ridiculo todo o circo criado em redor da sua viagem e aquela história do jacto... Bem, adiante! Uma coisa é certa: O gajo não é burro, não!

 

 

publicado por sá morais às 12:16
link do post | comente aqui! | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 4 de Abril de 2007

Má sorte nascer português...

Moderna maternidade portuguesa!

 

Um bebé nasceu ontem de manhã numa garagem de Buarcos, na Figueira da Foz, enquanto a mãe aguardava a chegada dos bombeiros para ir para a maternidade. Trata-se do terceiro parto de mulheres da Figueira da Foz ocorrido fora de maternidades este mês: o primeiro foi no dia 8 e o segundo no dia 21, ambos a bordo de ambulâncias dos bombeiros voluntários que seguiam na auto-estrada A14, em direcção a Coimbra. Fonte dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz disse à Agência Lusa que o alerta para a Rua Rio de Cima, em Buarcos, foi recebido cerca das 10:45 e “a ambulância arrancou imediatamente do quartel e a viatura de emergência médica da sua sede”. “Não demoraram nem cinco minutos a chegar. Entretanto, tinha havido uma chamada do CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes) a informar que, provavelmente, o bebé já estava cá fora, o que se confirmou”, contou, acrescentando que a mãe foi ajudada no parto por uma cunhada.
A mãe e o menino foram transportados para a Maternidade Bissaya Barreto, em Coimbra... in PJ

 E é assim que em breve se voltará ao passado, com mulheres a parir nas garagens, nas escadas, nos WC's! O sr. Ministro defende assim a tradição popular portuguesa!...

Haja vergonha, sr. ministro! Não há dinheiro para manter maternidades, mas há milhões para enfiar no cu de fdp de gestores e amigalhaços?! Para que pagam estas pessoas impostos? Para terem condições de vida ( e de gerarem novas vidas ) ou para encherem os bolsos a alarves sortudos de PT's, EDP's e afins? Agora pagamos impostos para termos os filhos na garagem? E depois o sr. vem com a desculpa que todos os anos nascem centenas de crianças fora das maternidades! Isso é desculpa?! Ou prova da acumulada incompetência sua e dos anteriores ministros? E se a crinça nascer na garagem e tiver complicações? Morre?!

 Tenha vergonha na cara! Que sejam as mulheres da sua família a pari-los nas eiras e nos campos de milho, já que preza tanto a tradição! Mas, a essas nada acontece, pois não? Essas estão sempre bem! Quem se lixa é o triste que só serve para pagar impostos! Até um dia! Espero eu...

publicado por sá morais às 11:41
link do post | comente aqui! | ver comentários (6) | favorito

IdeiasFixas

pesquisar

 

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
31


conversa recente

Rapidinhas

Má sorte nascer português...

Ficheiros

Dezembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Janeiro 2013

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

Amigos e Conhecidos

subscrever feeds